Coronavírus: Este é o tipo de personalidade que acumula papel higiênico em meio a pandemia: Você Foi ou ainda é ‘essa’ pessoa?

E ai galerinha ligadona nas noticias aqui do Portal do Evangelho: Por um acaso você é daquelas pessoas que ficaram apavoradas quando souberam da pandemia da Covid-19 e acabou fazendo aquele belo estoque de papel higiênico ?
O início da pandemia de Covid-19, é caracterizado por sua existência a longo prazo em um mundo muito especial: pessoas que invadem supermercados, compram embalagens e mais embalagens de papel higiênico não é?
Porém, o que explica este comportamento?
Estudiosos do Instituto Max Planck de Antropologia Evolucionária, que fica localizado na Alemanha, resolveram fazer um estudo para compreender o problema para avançar em um artigo publicado na revista Galileo.
Para os entendimentos dessa pesquisa os cientistas convidaram 1.029 adultos de 35 países distintos por meio de redes sociais.

Entre 26 e 29 de março, os voluntários foram chamados para passar por um teste conhecido por “HEXACO Brief List”, que categorizou os seis principais tipos de personalidade. Além disso, esses indivíduos compartilharam informações demográficas com os cientistas, devido ao índice de ameaças causado pelo Covid-19, seus hábitos durante a quarentena e a mania estranha de acumular papel higiênico nas semanas anteriores diz’ estudo’.

Finalmente, os pesquisadores descobriram que a ameaça, a imprevisibilidade e o medo causados ​​pela pandemia são os principais fatores que levam muitos de nós a guardar papel higiênico. Ou seja, quanto mais pessoas inseguras e ameaçadas se sentirem, maior a probabilidade de comprar itens com preços altos.
A mania dos ‘acumuladores
No entanto, em 20% dos casos, essa ação é continuada por pessoas mais ansiosas, mais perfeitas e organizadas que desejam que todos os aspectos da vida sejam controlados.
Diante disso, o estudo apontou que os idosos são os maiores acumuladores de papel higiênico. Globalmente, os Estados Unidos compram mais produtos que os países europeus.
O responsável do estudo explicou: “A ameaça do novo coronavírus parece ser um incentivo extremamente essencial para o acumulamento de papel higiênico. Mas, ainda estamos distante de compreender esse hábito estranho de forma mais completa”.

PUBLICIDADE

Escrito por Wellington Pereira Da Silva

Sou redator de noticias relacionadas a TV e Famosos, Curiosidades, relacionamentos, receitas e saúde.