Eduardo Bolsonaro retoma Projeto de Lei de Jair Bolsonaro que indica castração química para estupradores

O deputado Eduardo Bolsonaro voltou com o projeto de lei que indica castração química para estupradores.

Nesta segunda-feira, dia 17 de agosto, o deputado federal, Eduardo Bolsonaro, filiado ao PSL de São Paulo, apresentou um projeto de lei que pretende praticar a castração química naqueles que receberem a sentença de condenação por estupro.

O projeto de lei é apresentado no momento em que um crime grave repercute no país inteiro. Uma menina de apenas 10 anos foi estuprada e engravidou. Seu próprio tio é o acusado.

Este PL é idêntico ao que foi arquivado no ano passado. O PL 5398/13 que foi apresentado por Jair Messias Bolsonaro, atual presidente da República, quando ele ainda era deputado federal.

O projeto visa a alteração do código penal para que ocorram punições mais severas com aqueles que cometem o crime de estupro. É uma tentativa de que a prática seja inibida, sabendo de suas graves consequências.

Abaixo você pode conferir a postagem feita pelo deputado Eduardo Bolsonaro sobre o projeto de lei:

Eduardo utilizou a justificativa de que nos países mais desenvolvidos a pena para o crime de estupro é severa e o tratamento em mais rigoroso, citando que em alguns casos, a pena de morte ou a prisão perpetua é concedida.

Entenda o método 

A castração química é um método que funciona de forma hormonal, reduzindo a libido e a ereção no homem. Tem efeito temporário e não causa esterilidade. O medicamento pode ser aplicado de maneira oral ou por injeção.

Escrito por Juliana Gomes De Souza

Colunista de notícias sobre diversos assuntos. Apaixonada por literatura e a arte da escrita. Escrevo sobre tudo que envolve o mundo do entretenimento, além de falar das principais noticias sobre o dia a dia.