Mulher leva rasteira, chute no braço e joelhada no rosto após pedir para cliente usar máscara

Ela foi espancada após pedir para o cliente usar a máscara de forma correta.

Adriana Araújo da Silva trabalha em uma padaria em Palmares Paulista (SP). Na última sexta-feira ela fez o que sempre faz, foi trabalhar. Sim, ela estava trabalhando no momento em que foi agredida e pelo motivo mais fútil que pode existir.

Um cliente de 45 anos, chegou ao estabelecimento usando uma máscara na altura do queixo, desrespeitando as normas de segurança de saúde que permitem que os comércios continuem funcionando durante a pandemia.

Ao presenciar a situação, a funcionária solicitou que o homem usasse a máscara corretamente. Foi aí que teve início toda a confusão. O homem ficou revoltado e partiu pra cima dela. A moça tentou fugir, mas levou uma rasteira e um chute.

Ela se levantou e fugiu para outra padaria. O homem a perseguiu e a alcançou, e lhe deu uma joelhada no rosto. Os moradores presenciaram toda a agressão, se revoltaram e fizeram justiça com as próprias mãos e começaram a agredir o agressor de Adriana.

Depois o imobilizaram e acionaram a Polícia Militar. Adriana foi levada ao hospital e foi submetida a uma cirurgia, e teve alta neste último domingo (13). O agressor foi encaminhado para a delegacia, mas não ficou preso, inclusive, com a presença do seu advogado ele foi liberado sem prestar depoimento ao delegado de plantão. Nas redes sociais os internautas pedem por justiça. Eles clamam para que as autoridades investiguem e puna o agressor no rigor da lei.

Escrito por Redator Seguindo News

Escrevo sobre os mais diversos temas. Prezo pela parceria com os publishers. Os divulgadores que precisam de matérias específicas podem solicitar.