PTB expulsa ex-prefeito de Cocal após declarações de que “não roubou tanto” quanto o atual gestor da cidade

No último domingo (6), o prefeito de Cocal, José Maria Monção, acabou chamando a atenção durante um evento, visto que ele estabeleceu uma comparação entre a sua gestão do município e a atual, de Rubens Vieira.

Assim, na ocasião, Monção declarou que ele não havia “roubado” tanto quanto Vieira. A partir dos fatos destacados, o PTB, partido ao qual o ex-prefeito de Cocal era filiado, tomou a decisão de expulsá-lo.

De acordo com informações publicadas pelo G1, o site chegou a tentar entrar em contato com José Maria Monção para que os fatos pontuados fossem comentados .Entretanto, a tentativa ainda não surtiu efeito.

A respeito da decisão pela expulsão, é possível afirmar que João Vicente Claudino, o presidente do PTB no estado, afirmou que a partir das declarações feitas pelo ex-prefeito, ele acabou se tornando um réu confesso.

Além disso, para Claudino, Monção acabou por agir como se estivesse em um “campeonato de desvio de dinheiro público”.

Ainda sobre as falas do ex-prefeito, o presidente estatal do PTB destacou que ele pode não ter se tornado réu confesso em juízo, mas a sua confissão foi feita de maneira pública e não lhe surpreendeu.

Claudino ainda declarou que José Maria Monção sempre teve um “estilo jocoso e debochado” e, portanto, a sua verdadeira surpresa com o caso foi o fato de que ele ainda estava filiado ao PTB.

 

Escrito por Redator Seguindo News

Escrevo sobre os mais diversos temas. Prezo pela parceria com os publishers. Os divulgadores que precisam de matérias específicas podem solicitar.